Carregando...
— Planos de aula

Números que contam histórias

Como podemos contar uma história com dados?

Eixo EducaMídia

Ler

  • Habilidades midiáticas
  • - Análise Crítica da Mídia
  • - Letramento da informação
  • Habilidades BNCC EF08MA23, EF09MA21, EM13CNT303, EM13LGG202, EM13LGG302, EM13LP45, EM13MAT101, EM13MAT102
  • SegmentoEnsino Fundamental 2
  • Duração sugerida1 ou 2 aulas

Objetivos

Demonstrar que interagimos com gráficos e estatísticas o tempo todo e em diversos veículos, e que estes dados em forma de imagem servem para informar, persuadir e, ocasionalmente, desinformar. Analisando gráficos de diversos veículos, iremos perceber que, para compreendê-los, precisamos de uma observação cuidadosa e crítica e que um protocolo simples pode auxiliar nessa missão.

Roteiro de aula

ATIVAÇÃO

Mostre um gráfico/mapa (retirado de um material jornalístico ou publicitário) para seus alunos, omitindo detalhes como título e outras informações que induzam as interpretações dele.

Depois de algum tempo olhando atentamente para o gráfico, peça para que os alunos respondam essas três perguntas:

– O que você percebe?

– O que você imagina? O que fez com que você ficasse curioso sobre o gráfico?

– O que está acontecendo neste gráfico? Escreva um título atraente que capture a ideia principal do mapa.

DESENVOLVIMENTO

Agora é hora de os alunos, em duplas, escreverem as respostas às perguntas da ativação. Elas foram pensadas sequencialmente, então devem ser respondidas em ordem. Comece com “eu percebo”, depois “eu imagino” e termine com um título atraente. Eles podem responder verbalmente, digitalmente (usando ferramentas como mentimeter.com, forms etc) ou em papéis. O trabalho em dupla estimula a troca de ideias e a resposta deve vir de um consenso entre os dois alunos.

Respondidas as perguntas, o professor abre uma discussão entre os alunos, mostrando algumas das respostas e evidenciando as divergências e convergências entre elas. Depois de algum tempo de conversa, o professor mostra mais um ou dois gráficos diferentes, mas que representam a mesma informação. Podem ser de matérias (e veículos) diferentes ou da mesma matéria do primeiro gráfico. O que mudou na maneira de ler as informações? Os alunos mudaram de ideia em relação ao primeiro gráfico depois de ver o segundo?

É hora de conhecer as fontes dos gráficos e comparar a percepção inicial dos alunos (especialmente o título criado) com o contexto em que ele foi apresentado pelo veículo de informação. Os gráficos sozinhos levaram às mesmas conclusões que acompanhados de textos?

FECHAMENTO

E quando os gráficos nos enganam? Algumas vezes os gráficos podem ser usados de maneira enganosa (mesmo que bem intencionada). Divida os alunos em 3 grupos (ou múltiplos de 3) e distribua as atividades que trazem a mesma informação apresentada em dois gráficos diferentes. Os alunos devem escolher qual gráfico é mais adequado e justificar textualmente e/ou por meio de apresentação para a turma.

Criado por Estêvão Zilioli para www.educamidia.org.br
Todos os materiais disponíveis sob a licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)

FAÇA
PAR—
TE

Venha para nossa rede de educação midiática!
Fique por dentro das novidades

Receba gratuitamente nossa newsletter

Siga nossas redes sociais

Que tal usar nossa hashtag?

#educamidia