Carregando...
— Notícias

Live EducaMídia debate segurança digital para crianças com SaferNet

Foto de João Costa
Autor João Costa Jornalista Sobre o autor

João Costa, para o Instituto Palavra Aberta Juliana Cunha é psicóloga com anos de experiência em clínica com crianças e adolescentes, além de ter lecionado por anos no...

Imagem de destaque do post

João Costa, para o Instituto Palavra Aberta

Juliana Cunha é psicóloga com anos de experiência em clínica com crianças e adolescentes, além de ter lecionado por anos no ensino superior. Na SaferNet Brasil, é diretora de projetos especiais com foco em empoderamento e segurança de crianças, adolescentes, jovens e mulheres. É responsável pelo HelpLine, único serviço online de abrangência nacional que oferece orientação sobre o uso seguro da internet, e também desenvolve materiais pedagógicos e dá palestras de conscientização sobre uso cidadão das redes.

A psicóloga foi a convidada da live semanal do EducaMídia para um bate-papo especial no programa, que vai ao ar às quintas no Facebook e Youtube. O papo foi comandado por Mariana Mandelli, coordenadora de comunicação do Palavra Aberta.   

Pandemia
Para Juliana, o fato de as pessoas estarem mais conectadas nos últimos meses tem relação direta com o aumento do número de denúncias recebidas pela SaferNet nesse período. Segundo ela, houve crescimento de mais de 100% no número de denúncias de pornografia infantil e de  mais de 1000% de conteúdos neonazistas, além de maior incidência de outros discursos de ódio e aumento de mensagens de incitação à violência, automutilação e suicídio.

Ambiente escolar
A SaferNet também recebeu, nesses meses, mensagens de professores. De acordo com Juliana, há relatos de professores que estão desenvolvendo atividades remotas e que não sabem lidar com, por exemplo, invasões de terceiros no ambiente online das aulas.

“Há uma série de riscos associados não só ao acesso a conteúdo, mas também a situações de conduta com que os educadores não foram preparados para lidar, como intimidação e cyberbullying”, ressaltou.

Desafios
A psicóloga destacou que os professores estão sendo muito demandados em diversos sentidos, e que precisam de apoio para enfrentar esse contexto complexo. Os desafios, segundo ela, são muitos, e passam também pelo fornecimento de recursos e materiais úteis referentes à segurança digital de crianças e jovens.

Recursos
Juliana lembra que, caso os educadores tenham dúvidas, é possível acessar o canal de ajuda da SaferNet por meio do chat ou e-mail para conversar em tempo real com a equipe da entidade. “Além disso, temos um curso EAD autoinstrucional sobre esses temas relativos à educação e segurança digital, voltado especialmente para educadores”, lembrou ela.

O curso tem vários módulos de conteúdos, abordando casos delicados como situações de violência, aliciamento, cyberbullying e sextorsão, explicando como responder e lidar com esse tipo de ocorrência.

Para assistir ao vídeo completo com Juliana Cunha na íntegra, clique aqui.

Foto de João Costa

João Costa

Jornalista

Jornalista, desenvolve um trabalho com o propósito humanitário por meio da: "Filosofia da Evolução das Relações Humanas”.

Voltar ao topo
FAÇA
PAR—
TE

Venha para nossa rede de educação midiática!
Fique por dentro das novidades

Receba gratuitamente nossa newsletter

Siga nossas redes sociais

Que tal usar nossa hashtag?

#educamidia