Carregando...
— Colunas e Artigos

A quem interessa a educação midiática?

Foto de Daniela Machado
Autor Daniela Machado Coordenadora EducaMídia Sobre o autor

Especialistas de diversas áreas enriquecem o diálogo sobre o universo da informação

Imagem de destaque do post

Imagem: Josh Rose/Unsplash

De professores a alunos, de cientistas a jornalistas: é extensa a lista dos que podem e devem se preocupar com a educação midiática. Afinal, sob este “conceito guarda-chuva” estão abrigadas habilidades essenciais para todos os cidadãos que anseiam uma relação saudável, ética e fortalecedora com as mídias.

 

As mudanças drásticas na maneira como buscamos, produzimos e compartilhamos os mais diversos tipos de mensagens (em texto, áudio ou vídeo) exigem que a sociedade em geral desenvolva uma nova relação com a informação. Mais do que nunca, é preciso ir além do que está escrito ou dito, interpretando intenções e avaliando a confiabilidade do que chega até nós ou do que passamos adiante.

 

Esse conjunto de competências precisa ser continuamente exercitado. “Tanto quanto um esporte ou uma segunda língua, a educação midiática exige prática constante”, lembra o Guia da Educação Midiática, lançado este ano pelo EducaMídia. É nesse esforço diário para que mais e mais pessoas reflitam sobre sua responsabilidade diante da superabundância de informações que novos atores podem ser convidados para a conversa — a educação midiática deve ser um compromisso da sociedade.

 

Uma rede diversa de especialistas expande e ao mesmo tempo aprofunda conceitos fundamentais para entendermos o ambiente informacional que não para de se sofisticar. Poucos anos se passaram desde que termos como fake news e pós-verdade caíram na boca do povo e já há muitos desafios novos e mais complexos a serem enfrentados, como os que envolvem inteligência artificial e deep fakes, por exemplo. 

 

Como, então, se manter atualizado e crítico num mundo em constante mutação? Como garantir que as iniciativas de educação midiática incorporem hábitos, plataformas e jeitos novos de se comunicar? 

 

Há algumas iniciativas em andamento com esse objetivo. Uma delas é a série “Me explica, vai!”, produzida pela TV Cultura em parceria com o EducaMídia e que reúne 24 especialistas com os mais diversos saberes para um diálogo leve e aberto com os jovens que vivem as dores e as delícias do mundo conectado. 

 

A cada episódio, exibidos de segunda a sexta-feira, às 20h30, temas como bolha informacional, algoritmos, representação na mídia, desinformação e as consequências de curtir ou compartilhar qualquer conteúdo são discutidos a partir de dilemas cotidianos de dois colegas de escola, vividos por jovens atores. 

 

A essa camada de dramaturgia a série incorpora a palavra de especialistas, que interagem com os adolescentes mediando reflexões caras à educação midiática e levando-os a construir uma relação mais responsável e enriquecedora com as mídias.

 

Entre outros nomes, participam do projeto o pesquisador Moacir Ponti, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP; Alexandre Sayad, que está à frente da aliança global da Unesco em prol da alfabetização midiática; Diego Cerqueira, especialista em democracia e tecnologia do Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-Rio); Rodrigo Ratier, jornalista e um dos criadores do projeto de combate à desinformação VazaFalsiane!; a escritora e roteirista Rosana Hermann e o youtuber Prof. Noslen.  

 

É essa pluralidade de vozes e visões que pode levar a educação midiática mais longe, garantindo que as crianças e jovens tirem o melhor proveito do que o universo da informação pode oferecer. 

 

Foto de Daniela Machado

Daniela Machado

Coordenadora EducaMídia

Coordenadora do EducaMídia, programa de educação midiática do Instituto Palavra Aberta que tem como focos a formação de professores e a produção de conteúdos sobre o tema.

Voltar ao topo
FAÇA
PAR—
TE

Venha para nossa rede de educação midiática!
Fique por dentro das novidades

Receba gratuitamente nossa newsletter

Siga nossas redes sociais

Que tal usar nossa hashtag?

#educamidia

Utilizamos cookies essenciais para proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de privacidade.

Política de privacidade